A importância da vacinação para os gatos

Quem ama cuida! A vacina ajuda a proteger o seu gato e você de alguns vírus e bactérias que podem desencadear doenças.


MV. Monica Burza HOVETSC
Gato: Blumenkatzen Doroty

Orientações da WSAVA


A importância das vacinas para os nossos gatos não é diferente da nossa. Elas previnem nossos gatos de diversas doenças que podem ser fatais e também a proteger outros animais e pessoas dos agentes circulantes dessas doenças.

Compartilho brevemente as orientações recomendadas pela Associação Mundial de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais (WSAVA - World Small Animal Veterinary Association), publicado em 2020. A versão completa você pode conferir aqui.


Na verdade é um desafio adequar as orientações de acordo com cada país, devido à vasta variedade de condições geográficas, climáticas, culturais e socioeconômicas que têm impacto direto nos cuidados dos animais. Por isso, essas diretrizes foram elaboradas focando doenças prevalentes na nossa região e nas vacinas existentes no mercado nacional.


Vacinação individualizada e reforço anual


Apesar de existir um protocolo padrão recomendado para cães e outro para gatos, o WSAVA reforça que as orientações devem ser adotadas de acordo com as necessidades de cada animal. Isso quer dizer que não são regras estritas, mas uma forma de orientar o veterinário na escolha do melhor protocolo de vacinação para cada paciente, de forma individualizada, de acordo com seu histórico de vida e ambiente onde vive.

Algumas vacinas contra enfermidades são recomendadas para todos os gatos, como a raiva, calicivirose e a panleucopenia.

O reforço anual também é muito importante. Consulte e converse com o médico veterinário de sua confiança sobre a frequência do esquema vacinal do seu gato. Ele é o profissional formado e mais indicado neste processo.

As principais doenças e vacinas para gatos


As principais doenças felinas que podem ser prevenidas por vacinas são a panleucopenia felina, herpesvírus felino, calicivirose, Chlamydia felis (clamidiose), leucemia felina (FeLV), além do vírus da imunodeficiência felina (FIV).


Vacinas para gatos:


Vacina Tríplice V3: protege contra duas das doenças respiratórias, a rinotraqueíte felina e a calicivirose felina. Além da panleucopenia felina, que acomete gravemente o sistema digestivo e sanguíneo de forma grave.


Vacina Quádrupla V4: previne as mesmas doenças que V3 e também contra a clamidiose.


Vacina Quíntupla V5: além das anteriores, protege contra a leucemia felina, responsável por um dos mais altos índices de mortalidade entre gatos.


Vacina Raiva: recomendada a partir dos 3 meses, com reforço anual.

Existem exames de sangue que ajudam a identificar essas doenças.

Por isso é muito importante que antes de adquirir um gato, você se informe se ele será entregue com todas as vacinas, castrado e também sobre a confirme a saúde dos pais.


E se for adotar um gato, não confie nos testes rápidos. A adoção é um gesto lindo, mas também precisa ser avaliada com cuidado e se informar dos custos, riscos, os direito e deveres do bem estar animal, bem como a posse responsável. Consulte o seu médico veterinário para que ele te oriente sobre os exames de triagem e demais cuidados para que você e sua família possam conviver felizes e sem sofrimento com o seu gato por muitos anos!


Este artigo foi escrito pela criadora de gatos da raça Ragdoll, Carla Janke, baseado nas orientações da WSAVA.




5666.jpg

Olá, que bom ver você por aqui!

Esperamos que as publicações do nosso Blog possam lhe ajudar e conhecer e entender mais sobre o seu gato!

Fique por dentro de todos os posts

Obrigado por assinar!

  • Facebook
  • Instagram